SOBRE OS PROJETOS DE UM PORTFÓLIO


Sucesso Pela Web, Gabriela Pugliesi Sonha Com Televisão: ‘Sou Aparecida’


Todo ser tem um cronograma pessoal de trabalho, energia e criatividade. Alguns trabalham melhor logo pela manhã, enquanto outros preferem digitar durante a noite. Porém se você quer ter um melhor funcionamento pela escrita, você tem que encontrar seu melhor tempo com finalidade de fazer isto. Pelo motivo de a ciência diz isso. Para entender o porquê de isso ser verdade e como você poderá achar o teu instante perfeito pra digitar, mantenha observando.


Você neste instante ouviu seus ritmos ultradianos? Ritmos ultradianos são círculos biológicos que ocorrem ou se repetem ao longo de 24 horas de um dia circadiano. Por definição, ritmos ultradianos duram mais de uma hora e menos que um dia. O organismo detém todo tipo de ritmos biológicos. Os ritmos biológicos primários estão agrupados perante o ultradiano, circadiano e infradiano (em inglês) . Os ritmos ultradianos do organismo regulam a energia, humor e funções cognitivas.


Todos os hormônios (PDF, em inglês), processos metabólicos e funções cardiovasculares carregam ritmos ultradianos, mas o ponto mais interessante é: nosso organismo opera segundo o que o ritmo biológico impõe. Você deve estar se perguntando que raios isso tem a olhar com escrita? Tudo. Acesse o porquê. A maioria das pessoas escreve melhor quando têm mais energia mental.


Mais energia significa mais ação. Quando teu organismo é naturalmente energizado tua mente funciona melhor. Você processa as informações rapidamente, você fica mais criativo e cria a competência de sintetizar todos seus pensamentos pela escrita. Você pode marcar tua fase de pico de energia estando em harmonia com teu ritmo ultradiano.


Como mencionei ritmos ultradianos geralmente opera em ciclos de noventa minutos. Deste jeito, teu pico de produtividade irá oscilar com intervalos de 90 minutos. Isto é o que a Fast Company chama de Onda da Existência (em inglês). É assim sendo também que eles sugerem ter um intervalo a cada 90 minutos.

  • 26/10/2017 15h36 Atualizado 26/10/2017 16h24
  • Conseguir Retorno dos Influenciadores do Mercado
  • 25% dos ganhos dos encaminhamentos
  • Cole o código no campo e clique em Salvar

Inicialmente os cientistas pensavam que dormir era o único ritmo ultradiano. “Nos anos 1950, os pesquisadores William Dement e Nathaniel Kleitman descobriram que nós dormimos em círculos de por volta de 90 minutos, oscilando entre sono suave e mais profundo repetidamente. Esse recurso ganhou o nome de Basic-Rest Activity Cycle ou BRAC”, explica o especialista em produtividade Tony Shwartz em um postagem para o The New York Times.


Então, em um novo estudo eles descobriram que os ritmos ultradianos se apresentam bem como nas horas em que estamos acordados. “Trabalhar com intervalos de 90 minutos acaba sendo uma receita pra maximizar a produtividade,” explica Shwartz no mesmo postagem. A justificativa para essa finalidade, como podemos olhar é devido aos ritmos ultradianos natural do corpo.


Em vez de se forçar a escrever num instante não produtivo, você trabalha com o organismo para maximizar a melhor quota do dia no momento em que sua mente está mais energética. Essa clareza irá alterar o modo como você trabalha. Logo, por um estágio de 20 minutos teu copo precisa apequenar o tempo, se reenergizar e se aquecer novamente. O momento se repete se bem que tua energia esteja propensa a declinar a cada período de noventa minutos. Não é muito prudente impor a si mesmo a publicar quando seus ritmos ultradianos estão lá embaixo. Já que simplesmente este não é um estágio eficiente.


É o mesmo que oferecer murro em parede de concreto. Seus músculos não vão atravessar a parede, já que não são fortes o bastante. Da mesma forma, sua energia, mente e criatividade não está em uma localização favorável para ultrapassar a queda natural dos seus níveis de energia mental. Tenha em mente: será mais produtivo se você trabalhar com ciclos de 90 minutos, respeitando os ritmos e seu cronograma natural. Desta maneira, você deve publicar quando estiver no auge da sua energia, e não deve se forçar ultrapassando a média do tempo ultradiano de noventa minutos.